NOTÍCIAS

Confira como foi a VIII Ciranda da Criança e do Adolescente

INSAPECA

  12 de setembro de 2019

No dia 23 de agosto, ocorreu no Auditório P. Marcos Sandrini, a VIII Ciranda da Criança e do Adolescente promovendo a reflexão sobre as Oportunidades e Desafios na Construção de Estratégias na Garantia de Direitos na Infância e na Juventude.

Helen Barbosa dos Santos, Mestre e Doutora em Psicologia, apresentou a palestra Juventude: Equidade de Gênero e Violência destacando os desafios vivenciados na construção do gênero masculino. O médico psiquiatra Dr. André Luís Bendl, de forma brilhante, destacou os fatores de risco e de proteção nas situações do comportamento auto lesivo na infância e na juventude. O vereador Charlon Diego Muller, compartilhou sua experiência como ex-conselheiro tutelar enfatizando a importância da escuta atenta e cuidadosa. O Prof. Dr. em Psicologia Leonardo Martins da Costa Garavelo provocou o debate sobre o modelo de educação nos dias de hoje, o tipo de escola ideal e real.

A abertura dos trabalhos no período da tarde contou com a participação do Coral Dom sob regência da Profª Adriana Almeida e em seguida a apresentação do espetáculo Não Recomendado sob coordenação da Profª Agnes Schmeling do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS – Osório), onde aproximadamente 40 jovens performaram diversas músicas.

Com brilhantismo Dr. Charles Maciel Bittencourt – Juiz da Infância e da Adolescência relatou sua vasta experiência junto à juventude, enfatizando a realidade dos jovens em conflito com a lei. Seguindo a temática, a Advogada, Mestre, Especialista e Doutoranda Ana Claudia Cifali, despertou o interesse dos participantes sobre as disputas em torno da justiça juvenil, evidenciando a trajetória do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e, finalizando a tarde de trabalhos Profª Drª Roberta Drehmer, docente da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre (FDB) compartilha seu vasto conhecimento em Direito de Família, problematizando o abandono afetivo.

No encerramento aconteceu a atividade biocêntrica A Importância da Dança da Vida coordenada pela Associação Gaúcha de Biodança (AGB), na presença dos facilitadores Artur Nogueira e Marisa Pereira.

O Auditório P. Marcos Sandrini esteve repleto de olhos e ouvidos atentos na identificação das perguntas e respostas para as demandas da Infância e da Juventude. Coroados pela presença e participação dos jovens, Dom Bosco inspirando vidas, movendo práticas e promovendo espaço potente de articulação e reflexão sob coordenação do Instituto Salesiano de Pesquisa sobre a Criança e o Adolescente (INSAPECA) coordenado pela Profª Drª Cristiane de Oliveira Pereira.

 

Copyright 2016 - Faculdade Dom Bosco - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por BigHouseWeb